Sobre o amor, a solidariedade e asas

Sobre o amor, a solidariedade e asas

História real de menino que nasceu sem braços e pernas mobilizou jornalista para produção de livro. A espera de um bebê sempre traz muitas
expectativas. Menino ou menina? Qual será a cor dos olhos? Parecerá com quem? Mas, sem dúvida alguma, a maior de todas as preocupações é: meu bebê é saudável, é perfeito? Com Roseli Quitéria, 39 anos, não foi diferente. A mãe, que é viúva e tem outros 4 filhos, também tinha essas mesmas preocupações. Mas, aos 3 meses de gestação, ela teve a notícia que mudaria sua vida. Foi informada pelo médico que fazia o ultrassom que o feto não tinha membros. “Me desesperei, chorei muito, não sabia o que fazer, conta a mãe”. Gabriel nasceu com malformação, sem os bracinhos e sem as perninhas, mas com o rostinho mais sereno e lindo do universo.
O pai de Gabriel, com quem Roseli teve um breve relacionamento, jamais assumiu a criança. O bebê, que hoje tem oito meses, mora com a mãe e outros dois irmãos em uma casinha simples na zona leste de São Paulo. Roseli sustenta os filhos e paga aluguel com o dinheiro da pensão deixada pelo marido que faleceu. Ela não pode trabalhar pois se dedica integralmente ao Gabriel, sabendo que no futuro será os braços e as pernas dele. (Da Redação / Foto: Divulgação)

Fonte: http://gazeta.inf.br/sobre-o-amor-a-solidariedade-e-asas/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *